Aumento de 25% na aposentadoria é liberado pelo INSS; saiba como solicitar

Aumento de 25% na aposentadoria é liberado pelo INSS; saiba como solicitarAposentados por invalidez que não possuem condições de realizarem suas atividades diárias, podem solicitar o aumento de 25% em seu benefício.

Embora muitas pessoas não saibam, o adicional é referente ao auxílio-acompanhante e se trata de um direito dos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O valor é concedido junto ao processo de aposentadoria para ser utilizado em despesas diárias com a pessoa contratada para auxiliar nos cuidados ao aposentado, podendo ser um enfermeiro ou pessoa da família.

Mas para aqueles que ainda não recebem o auxílio, a orientação é fazer a solicitação através do aplicativo Meu INSS ou por meio do telefone 135 – o serviço está disponível de segunda a sábado das 7h às 22h.

Neste primeiro momento, não é necessário o comparecimento presencial nas unidades do INSS, mas caso seja requerida a comprovação de alguma informação, o segurado será comunicado com antecedência.

Como solicitar o benefício?

Ao acessar o aplicativo Meu INSS, faça o cadastro no sistema e escolha a opção Agendamentos/Requerimentos.

Depois, clique em “novo requerimento” e em “avançar”.

Pesquise a palavra “acréscimo” e selecione o serviço desejado.

O beneficiário também podem acompanhar o andamento do pedido pelo Meu INSS, basta acessar a opção Agendamentos/Requerimentos.

Durante o atendimento, é preciso apresentar documentos para efetivar o pedido.

Informações Necesárias:

– Documento de identificação com foto do solicitante e do representante, ou procurador (CPF e RG);

– O termo de representação legal ou procuração;

– Documentos que comprovem que o segurado seja dependente de terceiro (laudo médico);

Revisão do Benefício:

O aposentado por invalidez precisa ser avaliado pela perícia médica do INSS no prazo de dois anos.

Durante a verificação do beneficiário, será comprovado se o mesmo continua inválido ou poderá ser reabilitado, no intuito de retornar às suas atividades.

No caso de segurados com idade acima de 60 anos e os maiores de 55 com mais de 15 anos de benefício por incapacidade, permanecem isentos da revisão.

Por Samara Arruda 

Start typing and press Enter to search

Ligue para nós!
Iniciar conversa
1
Precisando de ajuda?
Olá! Como posso te ajudar?
Clique na seta abaixo para iniciar uma conversa